Transtorno de Ansiedade de Doença

Você tem preocupações em ter uma doença grave? Você geralmente vê as notícias que falam sobre doenças como câncer e depressão com muito medo e ansiedade?

Muito embora o artigo de hoje descreva um transtorno que está incluso no grupo de transtornos somáticos do DSM-V (manual dos transtornos mentais), ele também pode ser considerado um transtorno de ansiedade, já que existem aspectos intensos de ansiedade relacionados ao transtorno.

No Transtorno de Ansiedade de Doença, o indivíduo apresenta uma preocupação excessiva em ter ou contrair uma doença médica grave, muito embora uma avaliação completa não consiga identificar uma condição médica que justifique as preocupações do indivíduo. Isso acontece porque o seu sofrimento não é oriundo de queixa física (ou seja, ele não necessariamente está sentindo alguma coisa que justifique uma doença grave), mas sim de sua ansiedade a respeito do significado, da importância ou da causa da queixa.

Nesta condição, a ansiedade e a queixa da pessoa é claramente excessiva e desproporcional à gravidade da condição. Um exemplo: a pessoa pode estar sentindo uma leve dor de cabeça e acreditar que se trata de um câncer, mesmo que a dor em questão não ocorra todos os dias ou que não passe de uma dor relacionada ao estresse ou a qualquer outra causa que não seja tão grave quanto um câncer.

Além disso, a doença torna-se um aspecto central na identidade e na autoimagem da pessoa, um assunto frequente em conversas sociais e uma resposta característica a eventos estressantes da vida. A pessoa pesquisa de forma excessiva a doença suspeitada e busca repetidamente o apoio e a tranquilização de familiares, amigos ou médicos. Geralmente também são insatisfeitos com a assistência médica que recebem ou a consideram inútil, justamente pelo médico não reforçar os pensamentos que ela está tendo em relação à doença. Ou seja, se o médico diz que ela não tem nada, que os exames deram todos negativos, ela passa a acreditar que ele não sabe de nada, que não é bom o suficiente.

O transtorno de ansiedade de doença pode, às vezes, ser precipitado por um estresse de vida importante (trauma) ou uma ameaça grave, porém benigna, à saúde do indivíduo. Pessoas que já tiveram, por exemplo, um câncer, mas conseguiram curá-lo, podem apresentar ansiedade excessiva ante a possibilidade de o câncer voltar.

Devido aos aspectos relacionados à ansiedade, estre transtorno merece cuidado psicológico, já que contribui em muito para o estado de saúde de uma pessoa. Questionar os pensamentos catastróficos que estejam relacionados a possibilidade de ter uma doença grave são um passo importante, e para isso a Terapia Cognitivo-Comportamental pode ajudar em muito para melhorar a saúde emocional desta pessoa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s